Vencedores

Os Vencedores

Produtos da pesca / preparados

categorias-peixe
• Receituarium,lda

A Receituarium é uma empresa com competências na área de desenvolvimento e fabrico de produtos pré-cozinhados ultracongelados. O conceito das almôndegas de cavalas, com que se candidatou ao PIPN, surge com o intuito de proporcionar especialmente para às crianças em idade escolar, uma alternativa apelativa e sedutora de consumir peixe, facilitando igualmente o trabalho dos profissionais envolvidos (nutricionistas, cozinheiros, administradores e outros), através da integração nas suas ementas de um prato equilibrado, rico em ómega 3, de baixo custo, fácil e rápido de confeccionar, para além de altamente sustentável aos níveis económicos e ambientais.

Depois de criada a primeira almôndega e de se ter reconhecido o seu potencial, decidiu-se criar uma segunda referência direccionada ao público adulto. Assim são produzidas duas composições distintas: a “kids” e a “Spycy”. A primeira está voltada sobretudo para jovens e a crianças, a segunda, mais condimentada, visa o público adulto. Em ambos os casos não são adicionados quaisquer aditivos como emulsionantes, aromatizantes, gelificantes, entre outros.

Ao nível do impacto social e ambiental, este projeto reúne as condições para o desenvolvimento da economia local (Peniche). A principal matéria-prima existe em abundância na costa de Peniche e é uma das principais fontes de rendimento de quem se dedica à atividade piscatória. A cavala é considerada como um produto subaproveitado e altamente sustentável aos níveis ambientais, económicos e nutricionais.

Carnes e preparados de carne

categorias-carne
• VIVID FOODS,Lda.

A VIVID FOODS, Lda é uma jovem empresa criada em 2014. Pretende responder às necessidades latentes do mercado e dos distribuidores, com preocupação pelos grupos de novos consumidores : “Ambientalistas e Preocupados” , “Ativos e Saudáveis” ou “Sérios Apreciadores”. Motivada pela diferenciação, tem lançado gamas inovadoras e únicas no mercado. Tem em curso novos projectos, como as refeições prontas a cozinhar e produtos de abordagem a grupos de consumidores modernos, cujas preocupações se foquem na saúde, no planeta, no bem-estar animal ou na obesidade (nomeadamente infantil). Nesta candidatura o produto apresentado procura cruzar as necessidades do mercado, as características naturais dos Açores e a habilitação dos produtores locais.
A candidatura a este prémio é feita em parceria com a UNICOL – Cooperativa Agrícola, CRL, com sede na Ilha Terceira, Açores, uma cooperativa de agricultores que conta actualmente com cerca de 800 associados.

Menções Honrosas

• CORESA – Conserveiros Reunidos, SA

Desde 1962 que os Açores trazem até nós o atum Bom Petisco. É aqui que, todos os anos, 530 pessoas trabalham manualmente milhares de toneladas de atum. A tradição secular é fortalecida pelo saber passado de geração em geração, dando origem a uma conserva única.
Líder de mercado no segmento das conservas de peixe, o Bom Petisco é uma referência dos portugueses. Para além das suas versões mais clássicas – em óleo, azeite ou ao natural – a marca inovou e conta agora também com novos sabores. Bom Petisco Pimenta da Terra e Ervas Finas, Bom Petisco Azeite Virgem Extra e Orégãos e Bom Petisco 5 Pimentas são três novos sabores arrojados, para dar resposta aos consumidores mais exigentes.
O Bom Petisco perpetua, assim, a sua capacidade única em combinar tradição e inovação, sem nunca perder a qualidade que faz dele uma conserva excecional.

• Quinta dos Fumeiros – Cachaço de Porco

A história da Quinta dos Fumeiros começa com Aurora Miranda do Rego, criadora de suínos de Poiares. No final da década de 1980, a família dedicou-se à exploração de um talho e foi a partir daí que começou o trabalho de criar produtos transformados com base no fumeiro tradicional e em receitas que estão na família há 75 anos, e às quais a atual geração foi adicionando elementos de inovação.
Assim, ao longo do tempo, a Quinta dos Fumeiros foi desenvolvendo muitos produtos diferentes e hoje tem um catálogo que oferece enchidos de peru e de porco. Destacam-se o presunto de peru e o enchido de cachaço de porco com que se candidatou a este prémio.

Frutas e preparados de Fruta

categorias-fruta
• POM Portugal, Lda

A Romã Pomegranate é a marca, o rosto da empresa POM-PORTUGAL, LDA, fruto da união de três amigos, que se instalaram recentemente como jovens agricultores, com os primeiros projetos de romãzeiras no Baixo Alentejo e sentiram a necessidade de se juntarem para darem resposta a mercados cada vez mais exigentes, seguindo o velho ditado “A união faz a força”.

A POM-PORTUGAL, LDA, visa promover a concentração da oferta e colocação no mercado, promover as boas práticas de cultivo, sustentabilidade ambiental e rastreabilidade dos produtos. Acredita que a fruticultura tem um enorme potencial de desenvolvimento a nível nacional, constituindo uma aposta com mais-valias económicas e ambientais, sendo fundamental uma articulação entre o setor, investigadores e instituições públicas, que permitam desenvolver projetos com interesse e que correspondam aos padrões de uma sociedade cada vez mais exigente. Para a POM-PORTUGAL, LDA, inovar é acredita que se pode fazer sempre mais e cada vez melhor. A inovação tem que estar presente em toda a cadeia, desde a produção, à colheita, consumo em fresco e indústria.

Produtos processados

categorias-vinho
Queijos:
• Granja dos Moinhos

O queijo de cabra, tipo “Puro Chévre”, produzido na Quinta da Granja, foi pioneiro na região e no país. Projecto único na área dos lacticínios com fabrico de queijo de cabra com leite cru, usa uma tecnologia de fabrico que recorre a uma coalhada feita à base de fermentos lácteos, de produção diária na própria queijaria, a baixas temperaturas (24º) e coagulação lenta do leite (24 horas). Ao leite são adicionadas três estirpes de bolo “Penicilium”, que se desenvolve durante o processo de curar que dura entre três a quatro semanas.

O impacto social e económico é relevante, uma vez que promove o desenvolvimento local pela compra de leite e outros produtos a produtores da região. Recorre ao uso das melhores práticas ambientais, a começar pelos rebanhos, que pastoreiam livremente nas encostas da serra de Montejunto, não usando alimentos processados. Na queijaria todo o fabrico é manual e respeitando as melhores práticas ambientais. São usados apenas métodos tradicionais e ancestrais. Todo o processo de fabrico e tratamento remonta a tradições muito antigas, desde as condições dadas ao rebanho até ao produto final.

Vinhos:
• Hubertus Johannes Lenders (Bonjardim)

Os vinhos Bonjardim, produzidos na Quinta da Portela, Nesperal, são um exemplo de um a produção baseada nos três pilares da sustentabilidade: social, ecológica e económica. Comprando este produto, protege-se cerca de um bilionésimo da área cultivada global. Paralelamente, uma parte dos lucros dos Vinhos Bonjardim é destinada ao apoio do desenvolvimento da Métrica de Sustentabilidade Best Practice Price (BPP), que mostra a que preço o produto deveria ser vendido se fosse produzido de acordo com as práticas mais sustentáveis.

Em termos de sustentabilidade social e económica, a Quinta da Portela está a dar uma mais-valia não só em termos de produtos agrícolas, como também na defesa da economia local, contra a desertificação social da região – em termos de emprego é dada preferência aos residentes na região. Desde 1989 que optou pela agricultura biológica, sendo certificada como tal desde 1992.

Enchidos:
• Quinta dos Fumeiros – Peru

A história da Quinta dos Fumeiros começa com Aurora Miranda do Rego, criadora de suínos de Poiares. No final da década de 1980, a família dedicou-se à exploração de um talho e foi a partir daí que começou o trabalho de criar produtos transformados com base no fumeiro tradicional e em receitas que estão na família há 75 anos, e às quais a atual geração foi adicionando elementos de inovação.

Assim, ao longo do tempo, a Quinta dos Fumeiros foi desenvolvendo muitos produtos diferentes e hoje tem um catálogo que oferece enchidos de peru e de porco. Destacam-se o presunto de peru e o enchido de cachaço de porco com que se candidatou a este prémio.